quarta-feira, 13 de abril de 2011

Amor Espiritual

*
Quem, em essência, ama, ama o espírito. 
Se o amor for verdadeiro, ele se alegra com a felicidade do outro.
Quem ama alguém deve aprender a libertá-lo de sua posse.
O verdadeiro amor permite que o outro encontre seu caminho, mesmo ao longe.
É o amor que eleva o ser humano espiritualmente.
Quem sai do primitivismo das sensações inferiores e alcança a capacidade de amar verdadeiramente, inicia seu processo de elevação espiritual.
O amor espiritual não se detém nas contingências materiais, atingindo a essência do ser eterno. 
O tempo não afeta o amor profundo, cujo passar finca raízes na alma que sabe esperar.
Às vezes pensamos que o amor que nos falta se encontra à nossa espera do outro lado da vida. 
Permitimos, com esse pensamento, que a tristeza se abata sobre nós.
Mesmo que esse amor esteja do outro lado da vida, não devemos acreditar que ele deva ser empecilho para que a felicidade se coloque ao nosso alcance.
O amor espiritual que momentaneamente esteja separado pelas vibrações dos dois planos, mais tarde
poderá ser reencontrado, independente dos rumos que se tomou em existências precedentes. 
A separação atual se deve a circunstâncias educativas para ambos.
Nem sempre os que se amaram numa existência se encontrarão após o desencarne. 
O amor pode esperar, se for o caso, que um deles retorne para cumprir aprendizado em outro nível de consciência.
Algumas vezes a vida nos coloca em situações nas quais não conseguimos perceber a manifestação do amor
enquanto estamos na carne.
 O amor vai se mostrar quando as amarras da matéria se desprenderem e compreendermos enfim as leis de Deus.
O amor que proporcionamos ao outro promove a nossa própria elevação espiritual. 
Constitui-se em verdadeira terapia a favor daquele que ama. 
Tudo conspira a favor daquele que põe o amor a serviço do bem coletivo.
O espírito, na sua caminhada em busca da perfeição, passando pelos degraus da necessária humanização, vai
acumulando o conhecimento da lei de Deus. 
Ele só apreende o que representa aquisição de novos valores, isto é, o que se constitui em conhecimento da lei do Amor. 
Ao espírito chega apenas a lei de Deus.
O amor promove o encontro com o espiritual.
Permite ao ser humano experimentar sua verdadeira natureza. 
Quando o amor penetra o coração do ser humano, ele passa a transitar na esfera do espírito, abdicando de sua natureza animal.
 É nesse momento que ele amplia sua percepção da realidade, ressignificando sua condição humana.
O amor de mãe se aproxima do amor divino quando visa exclusivamente à independência e felicidade do filho.
O divino se manifesta no amor maternal.
A morte não separa os corações que verdadeiramente se amam. 
A morte não mata as emoções, apenas transforma o corpo, permitindo ao espírito elevar-se em busca do amor espiritual.
Amar em espírito é amar em plenitude. 
Amar aquele que se foi, levado pela morte, é continuar vivendo em favor da própria vida.
O amor espiritual é o amor sem adeus. 
Não há destruição, mas breve separação. 
Não há perda, mas esperança de reencontro adiante.
O espírito sopra onde quer. 
Seu sopro é amor que emula em favor da vida na busca incessante de si mesmo.
Sua marca é o rastro de amor que deixa por onde passa.
O amor é prerrogativa do espírito. 
Surge de suas entranhas extrapolando os limites do corpo.
Quando pressentirmos a presença daqueles que já partiram para a Vida maior, às vezes causando-nos
sobressaltos, percebamos se não se trata do ente querido que, querendo demonstrar que a vida continua, retorna pela saudade e pelo seu amor por nós.
Jesus permanece conosco como o amor espiritual de nossas vidas e como aquele que
soube exemplificá-lo enquanto encarnado.
***
Autor: Adenáuer Novaes
(Do Livro: Sempre o Amor)
Todos os créditos ao Autor acima.
Volte Sempre
Eu amo sua visita
Fique com Deus
Beijos em seu coração com cheirinho de Jasmin

Um comentário:

  1. Lindo seu blog.
    Deus abençõe.
    Abraço fraterno.
    Cida

    ResponderExcluir

COMENTE DEIXE UM POUQUINHO DE VOCÊ NESTE ESPAÇO.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...